Está em: Início > I&D > Projectos de Investigação > Sociologia > Modos e dinâmicas de exclusão social em contexto urbano e periurbano

Modos e dinâmicas

[Back] [Up] [Next]

 

Última actualização: 13 Janeiro, 2006

 

Designação

Modos e dinâmicas de exclusão social em contexto urbano e periurbano

Unidade de I&D da FCT

Instituto de Sociologia

Entidade(s) financiadora(s)

FCT

Investigador responsável

Eduardo Vítor Rodrigues

Área científica

Sociologia, Antropologia, Demografia e Geografia

Palavras-chave

pobreza; exclusão social; rendimento mínimo garantido; políticas sociais; estado-providência

Data de início

2001 (1 de Junho)

Data de conclusão

2006 (1 de Janeiro)

Investigadores

António Teixeira Fernandes, Eduardo Rodrigues, Elizabete Queiroz

Instituições colaboradoras

CLA 1 e 2 do RMG de Vila Nova de Gaia

URL

http://www.letras.up.pt/isociologia

Resumo

O presente Projecto tem o seu objecto empírico de estudo nos beneficiários de políticas sociais, em concreto do Rendimento Mínimo Garantido (RMG).

Revela-se de grande importância uma abordagem sistematizada sobre os processos de construção e reconstrução de identidades sociais (excluídas ou vulnerabilizadas) em situação de benefício concreto de uma medida de política social como o RMG. A este nível, o caso português tem relevantes especificidades, cuja análise pode ser um importante contributo para o campo.

Pretende-se promover um aprofundado estudo sobre os beneficiários do RMG, quer no que respeita à sua caracterização, quer no que respeita à análise dos modos de vida e das práticas simbólicas e ideológicas específicas. Serão ensaiadas relações analíticas a partir da noção de exclusão social, com referência à análise dos "recursos" (Traub e Litlle, 1994), dos processos de vulnerabilização e de estigmatização, dos modos de vida, das práticas simbólicas e das representações sociais dos actores beneficiários do RMG. Ao mesmo tempo, procurar-se-á ensaiar um modelo analítico sobre as representações sociais dos indivíduos em processo de “desafiliação”, assim como sobre as eventuais alterações dos modos e práticas ideológicas e simbólicas dos actores sociais em estudo.

Abstract

The empirical object of this Project is the study of social policies beneficiaries, in concrete of the Minimum Income of Existence (RMG).

It is of the utmost importance to establish a systematic approach to the processes of construction and reconstruction of social identities (excluded or vulnerabilised) in a context of social policies beneficiaries, such as RMG’s beneficiaries, where the existence of a multitude of cultures is significant. At this level, the Portuguese case presents a number of relevant specificities.

This project’s objective is to carry out an in-depth study on the RMG’s beneficiaries, both in terms of characterising its residents and analysing their ways of life and their specific symbolic and ideological practices. It is clearly important to proceed with a study to analyse the daily life of this social agents, a study which must include the different dimensions of consumption, their occupation of time and the representations of this same time (Bourdieu, 1993; Mingione, 1996; Egendorf, 1999), as well as their relationship with the “formal world” (school, work) and with the “informal world” (temporary work, marginality).

We will try to contribute to a more in-depth knowledge of the processes of social exclusion, as well as broadening the knowledge on the analytic field of the processes of social vulnerabilisation, namely of social groups who present a cumulative presence of handicaps. At the same time, we will seek to establish an analytical model of the social representations of individuals in the process of “disaffiliation”, as well as of the eventual changes in the ideological and symbolic processes and practices of the social agents under analysis.

Referência(s) bibliográfica(s)

 

 

Modos e dinâmicas de exclusão social em contexto urbano e periurbano

 

Índice:

 

 

 

[Back] [Home] [Up] [Next]